ALTERAÇÕES DA PELE NA GRAVIDEZ - Clínica Ederson Biscotto
17247
post-template-default,single,single-post,postid-17247,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-7.7,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive

07 out ALTERAÇÕES DA PELE NA GRAVIDEZ

A hiperpigmentação ( excesso de pigmento) ocorre em cerca de 90% das gestantes, está vinculada, provavelmente, ao aumento dos níveis de estrogênio e progesterona. As principais áreas acometidas são: linha média abdominal que de “línea Alba” passa a “línea nigra”; área periumbilical; mamilos; aréola mamária; área genital; parte superior e interna das coxas. Tendem a desaparecer lentamente após o parto. O melasma ( mancha na face) ocorre em cerca de 70% das grávidas, surge geralmente na segunda metade da gravidez. As localizações mais frequentes são: frontal; parte central da face e simetricamente nas regiões malares( maçã do rosto).
São considerados fatores causais: alterações hormonais, predisposição constitucional, exposição solar e cosméticos. O melasma tende a persistir após o parto. O tratamento se baseia na fotoproteção, usando o filtro solar desde o início da gestação como fator de prevenção bem como evitar a exposição solar. Os agentes despigmentantes como a Hidroquinona é contra-indicada na gestação e o ácido azeláico também se mostra eficaz e pode ser usado na gravidez.

cloasma

Fonte: Protocolos de obstetrícia da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará / Francisco José Costa Eleutério… [et al.] (org). — Fortaleza: Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, 2014.

Dr. Ederson Biscotto
contato@clinicaedersonbiscotto.com.br